Pular para o conteúdo principal

Postagens

Prefeitura soterra rego-d'água que abastecia a vila

Postagens recentes

Morre o fundador de Campo Grande

Aos 74 anos, morre em 11 de janeiro de 1900, José Antonio Pereira, o fundador de Campo Grande. Foi sepultado no cemitério, localizado no atual bairro Amambaí. Em seguida seus restos mortais foram trasladados para o cemitério Santo Antônio. Nascido em Barbacena, Minas Gerais, casou com Maria Carolina de Oliveira em São João Del-Rei e fixou residência no arraial de São Francisco das Chagas do Monte Alegre, em meados do século XIX. Em 4 de março de 1872 deixa Monte Alegre e na trilha dos soldados da guerra do Paraguai, alcança em 21 de junho o Campo Grande, descrito por Taunay, da comissão de Engenharia dos retirantes da Laguna, em seu retorno ao Rio de Janeiro, em 1867, como "extensa campina constitui vastíssimo chapadão de mais de 50 léguas de extensão, em que raras árvores rompem a monotonia d'uma planura sem fim, e nela está lançada a estrada que leva a Nioaque e que é conhecida perfeitamente em toda sua extensão pelos paraguaios". 

Na confluência dos córregos Prosa e Se…

Nasce Paulo Coelho Machado, o historiador de Campo Grande

Filho do advogado Eduardo Olímpio Machado e de Elvira Coelho Machado, nasce em São Paulo em 16 de dezembro de 1917, Paulo Coelho Machado. Alfabetizado em Campo Grande, estudou em São Paulo, no Colégio São Bento e formou-se em Direito pela Faculdade Fluminense do Rio de Janeiro.

Em Campo Grande foi professor no Colégio Osvaldo Cruz e no Colégio Nossa Senhora Auxiliadora, onde conheceu sua esposa, Zilá Correa Machado, com quem teve quatro filhos: Vera Maria, Maria Vilma, Eduardo e Marisa.

Exerceu a advocacia em Campo Grande e no Rio de Janeiro e foi promotor e auditor substituto da justiça militar da 9a. Região Militar.

Pecuarista, foi presidente da Acrisul, Associação dos Criadores de Mato Grosso do Sul, Sindicato Rural de Campo Grande e Associação Sul-Mato-Grossense de Criadores de Nalore.

Filantropo, foi presidente da Cruz Vermelha Brasileira, em Campo Grande.

Divisionista, foi subscritor do abaixo-assinado, encabeçado por Vaspasiano Barbosa Martins, defendendo a separaçã…

Iniciada a pavimentação asfáltica de Campo Grande

Projetado desde 1927, na gestão do intendente Jonas Correa da Costa, é, finalmente iniciado em 1° de dezembro de 1928, a pavimentação da principal rua de Campo Grande, a 14 de Julho, conforme relato de Paulo Coelho Machado:

Com a presença do intendente Manoel Joaquim de Moraes, do engenheiro Sinésio Guimarães, representante da empreiteira e de convidados, foi iniciado o serviço no dia 1º de dezembro de 1928.

Satisfeito, diz o intendente que ‘com a execução deste extraordinário melhoramento, que há longo tempo constituía uma das mais acariciadas aspirações do nosso povo, remove o último obstáculo que ainda entrava a marcha brilhante do seu desenvolvimento.


Centro de uma atividade de trabalho intensa, procurada por forasteiros de todas as partes, a nossa cidade oferecia-nos um aspecto desolador pelo estado lastimável de suas ruas. Com as obras de calçamento, a se concluírem dentro de 3 anos, podemos falar com o mais justificado otimismo que o impulso que receberá o município será verda…

Jânio renuncia à candidatura presidencial

O ex-governador Jânio Quadros, favorito à sucessão de Juscelino Kubsticheck, decide desistir da candidatura em 26 de novembro de 1959, no início da campanha. Correligionários de todo o Brasil empreenderam uma verdadeira cruzada contra a renúncia, o que pesou em sua reconsideração. 
De Campo Grande, o futuro presidente da República recebeu do Centro Cívico Jânio Quadros o seguinte telegrama:
Surpreendidos comunicados radiofônicos, noticiando renúncia candidatura presidência da República, apesar alheios motivos vos forçaram tão séria decisão, apressamos externar V. Exa. nossa profunda decepção, grandes aborrecimentos diante impacto veio nos ferir esta altura acontecimentos, quando já conduzimos bandeira redenção nossa pátria representada Vosso digno nome acerca um ano. Fazemos apelo V. Exa. reconsidere ato assumindo comando todos janistas brasileiros, vosso nome representa esperança nossa gente, certeza vitória e segurança dias melhores nosso malfadado Brasil. Confiamos decididamente esp…